Etnodesenvolvimento em terras indígenas: uma abordagem integradora

Autores

Vito Comar
Universidade Federal da Grande Dourados
https://orcid.org/0000-0002-9259-8729
Enrique Ortega Rodriguez
Universidade Estadual de Campinas
Jose Maria Gusman Ferraz
Universidade Estadual de Campinas

Sinopse

A reprodução de estereótipos centrados em visões exóticas sobre os indígenas, como os que retratam esses povos enquanto portadores de costumes tidos como primitivos, leva a políticas ineficazes e danosas para essas populações e a fracassos na implementação de projetos de etnodesenvolvimento. A questão fundiária, ainda não resolvida, conduz a inchaços populacionais nas minúsculas terras indígenas regularizadas e ao desenvolvimento de um movimento indígena que tenazmente reivindica parte significativa de seus territórios. No combate a esse cenário, a presente obra traz à luz um relevante aporte para as políticas de gestão territorial e ambiental em terras indígenas, bem como para as discussões sobre desenvolvimento regional, e apresenta uma trajetória de relações com órgãos públicos voltados à promoção de políticas sociais, étnicas e ambientais que envolvem os povos indígenas de Mato Grosso do Sul, em especial os da Terra Indígena de Dourados.

1ª edição esgotada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vito Comar, Universidade Federal da Grande Dourados

Possui graduação em Bachelor of Architecture And Town Planning - University of Western Australia (1974), graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal de Pernambuco (1987), mestrado em Biologia (Ecologia) pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (1994) e doutorado em Engenharia Ecológica na Faculdade de Engenharia de Alimentos pela Universidade Estadual de Campinas (1998). Atualmente é Professor Adjunto da Universidade Federal da Grande Dourados, no Curso de Gestão Ambiental da Faculdade de Ciências Biológicas e Ambientais. Tem experiência na área de Ecologia, com ênfase em Avaliação Emergética, atuando principalmente nos seguintes temas: emergia, avaliação emergética, planejamento urbano e regional, contabilidade ambiental, técnicas de modelagem e simulação, avaliação de impacto ambiental, articulação territorial, pesquisa, desenvolvimento e administração de políticas públicas, programas, planos e projetos socioambientais, com foco em comunidades marginalizadas e comunidades indígenas guarani no Mato Grosso do Sul.

Enrique Ortega Rodriguez, Universidade Estadual de Campinas

Possui graduação em Engenharia Química pela Universidade Nacional Autônoma do México (1967), Mestrado (1970) e Doutorado (1987) em Engenharia de Alimentos pela Universidade Estadual de Campinas. Atualmente é professor na Faculdade de Engenharia de Alimentos da Universidade Estadual de Campinas. Tem experiência na área de Ecologia de Sistemas, Economia Ecológica e Engenharia Ecológica. Realiza pesquisa em Análise Emergética de Sistemas Agrícolas e Agro Industriais, Diagnóstico de bacias hidrográficas, Modelagem de sistemas hídricos e terrestres, Desenvolvimento de software para certificação de sistemas rurais, Medição da sustentabilidade na produção de alimentos, Estudo de Eco-unidades (sistemas integrados de produção de alimentos, energia e serviços ambientais), cálculo do valor dos serviços ambientais e das externalidades negativas na agricultura.

Jose Maria Gusman Ferraz, Universidade Estadual de Campinas

Possui graduação em Biologia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1974), mestrado em Agronomia ( Microbiologia Agrícola ) pela Universidade de São Paulo -ESALQ - USP (1978) e doutorado em Ecologia pela Universidade Estadual de Campinas- UNICAMP (1985). Pós doutorado em Agroecologia pela Universidade de Córdoba (UCO) Córdoba Espanha. Atualmente é pesquisador convidado do Laboratório de Engenharia Ecológica da Unicamp - Professor da pós graduação da UNIARA -mestrado e doutorado Desenvolvimento Territorial e Meio Ambiente. Tem experiência na área de Ecologia, com ênfase em Ecologia Aplicada, atuando principalmente nos seguintes temas: Manejo de agroecossistemas, Gestão Ambiental, Indicadores de sutentabilidade, Educação Ambiental , Agroecologia, Metodologias Participativas.

Capa para Etnodesenvolvimento em terras indígenas: uma abordagem integradora
Publicado
setembro 30, 2019

Detalhes sobre essa publicação

ISBN-13 (15)
978-85-8147-165-5
Date of first publication (11)
2019
Dimensões físicas
14cmx21cm