Até aos confins da terra: o movimento ecumênico protestante no Brasil e a evangelização dos povos indígenas

Autores

Carlos Barros Gonçalves
Universidade Federal da Grande Dourados

Sinopse

O desafio missionário impôs-se primeiro à própria casa dos discípulos de Jesus Cristo (Jerusalém) e foi progressivamente estendido à imensidão. Assim, à medida que o mundo foi sendo descoberto/conhecido, sobretudo a partir do século XVI, os confins da Terra foram se tornando incomensuráveis, vastos e mais desafiadores para os cristãos e suas instituições. No interior dos sertões do Brasil estavam os indígenas. Eram, pois, seres distantes não só geográfica, mas também historicamente. Eles precisavam crer e serem salvos. Assim, os confins da Terra se estendiam, para as igrejas protestantes do Brasil, nas paragens ocidentais do seu próprio país.

1ª edição esgotada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Barros Gonçalves, Universidade Federal da Grande Dourados

Doutor em História pela Universidade Federal do Paraná. Graduado e Mestre em História pela Universidade Federal da Grande Dourados. Especialista em Gestão Documental e Patrimônio Cultural. Graduando em Teologia pela Faculdade Teológica Sul Americana. Professor da Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD). Possui pesquisas publicadas em livros e em eventos científicos voltados ao estudo das religiões e religiosidades.Experiência na área de História e Arquivos/centros de documentação, ênfase em História do Brasil, atuando principalmente nos seguintes temas: história do Brasil República, missões cristãs entre povos indígenas, história das igrejas cristãs, história e imprensa.

Capa para Até aos confins da terra: o movimento ecumênico protestante no Brasil e a evangelização dos povos indígenas
Publicado
dezembro 31, 2011

Detalhes sobre essa publicação

ISBN-13 (15)
978-85-61228-91-0
Publication date (01)
2011